Imprimir esta página

São Leopoldo (RS) organiza Conferência de Vigilância em Saúde

São Leopoldo (RS) organiza Conferência de Vigilância em Saúde Revista News

Dia de fortalecer e dar visibilidade da Vigilância em Saúde como parte do Sistema Único de Saúde. No sábado, 26 de agosto, a Prefeitura de São Leopoldo realizou a 1ª Conferência de Vigilância em Saúde no Auditório Central da Unisinos. O evento é considerado um marco na área, pois busca priorizar ações voltadas ao município, ao estado e também em nível nacional.

A secretária adjunta de Saúde, Quélen da Silva, considera necessário pensar coletivamente em vigilância em saúde por ser uma das áreas que mais representam um projeto de sistema único e, principalmente, o projeto da reforma sanitária, onde se fala em promoção da saúde. “É a vigilância que nos faz pensar da relação social das doenças e nos traz informações para pensar políticas em saúde” disse.

Foram divididos quatro grupos de trabalho para discutir os eixos sobre O Lugar da Vigilância em Saúde no SUS; Responsabilidades do Estado e dos governos com a vigilância em saúde; Saberes, Práticas, processos de trabalhos e tecnologias na vigilância em saúde; e Vigilância em saúde participativa e democrática para enfrentamento das iniquidades sociais em saúde.

O prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi, é entusiasta da iniciativa. “Acho que quanto mais a gente envolver a sociedade na construção de políticas pública, melhor será a prática e melhor será o resultado dela com o usuário. O grande desafio é integrar e transformar o homem e a mulher lá da ponta em sujeito real da história, na participação, no controle social e no conhecimento”, discursou Vanazzi durante a abertura.
 

Participaram da solenidade a diretora do Centro de Vigilância em Saúde, Vivian Bennemann, o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Luiz Fernando de Oliveira Martins, e a coordenadora da graduação em Medicina da Unisinos, Nêmora Barcellos, que palestrou sobre “Política Nacional de Vigilância em Saúde e o fortalecimento do SUS como direito à Proteção e Promoção da Saúde do povo brasileiro – fortalecimento dos programas e ações de Vigilância em Saúde”. “Nós temos trabalhado em conjunto com o município na tentativa de aproximar cada vez mais a academia à gestão em saúde e aos serviços de saúde, principalmente em função do curso de medicina, mas também em relação do município com toda a área de saúde da Unisinos”, explicou a médica.

O Centro de Vigilância em Saúde é formado por: Vigilância Sanitária, Vigilância em Saúde Ambiental, Vigilância da Saúde do Trabalhador, Vigilância Epidemiológica e Imunizações.

Fonte: Redação Revista News

Ler 193 vezes Última modificação em Quinta, 31 Agosto 2017 18:14