Nesta quinta-feira (31), das 7h às 18h, na Escola de Saúde Pública de Mato Grosso (ESP/MT), representantes dos usuários, trabalhadores da saúde e do governo, estarão reunidos para propor diretrizes para a formulação da Política Municipal de Vigilância em Saúde. A 1ª Conferência Municipal de Vigilância em Saúde (1ª CMVS), que vai reunir cerca de 250 conferencistas segundo a expectativa dos seus organizadores, tem como tema principal ‘Direito, Conquista e Defesa de um SUS Público de Qualidade’.

Para orientar as discussões, o tema principal foi dividido em quatro subeixos, que  traçam um panorama sobre a Vigilância em Saúde nos últimos anos em Cuiabá e como isso impacta a saúde da população. São eles, o lugar  da Vigilância em Saúde no SUS; as responsabilidades do Estado e dos Governos; os Saberes, Práticas, Processos de Trabalho e Tecnologias, e a Vigilância em Saúde Participativa e Democrática para o enfrentamento das iniquidades Sociais em Saúde.

“O resultado final desse processo de construção coletiva, além das propostas de abrangência Estadual e Nacional, teremos propostas a nível municipal voltadas para o fortalecimento da Política de Vigilância em Saúde, do SUS e dos Programas e Ações nessa área”, destacou a coordenadora da 1ª CMVS, Rosane Meciano.

Durante a Conferência, tão importante quanto a definição de propostas que irão nortear a ação dos gestores, visando a prestação de um serviço humanizado, inclusivo e cada vez mais qualificado, será a eleição em plenária dos 24 delegados, representantes dos segmentos de usuários, trabalhadores da saúde e governo, que irão defender as propostas na etapa Estadual do evento.

A secretária de Saúde de Cuiabá, Elizeth Lúcia de Araújo, destacou a importância da participação de todos os segmentos nesses espaços de discussão. “Com isso, garantimos por meio das políticas públicas efetivas, a redução do risco de doenças e outros agravos, possibilitando o  acesso universal e igualitário da população, às ações e serviços de Saúde”.

Elizeth Araujo falou também sobre os desafios a serem enfrentados para a  implementação de um modelo de atenção onde a promoção, proteção e prevenção ocupem o mesmo patamar e tenham a mesma importância da recuperação e assistência.

A 1ª CMVS foi convocada por Resolução do Conselho Municipal de Saúde de Cuiabá (Resolução nº 51, de 01 de agosto de 2017), e corresponde a etapa municipal da 1ª Conferência Nacional de Vigilância em Saúde – 1ª CNVS, convocada pela Portaria do Ministério da Saúde, nº 1.017 de 11 de maio do ano passado, que será realizada entre os dias 21 e 24 de novembro, em Brasília.

Outras informações sobre a Conferência podem ser obtidas pelo e-mail cerest.sms@cuiabá.mt.gov.br ou pelos telefones 3617 7385 e 3617 1313.

Programação da 1ª Conferência Municipal de Vigilância em Saúde

Abertura

07:30 h – Credenciamento

08:30 h – Abertura Oficial - Composição da Mesa

Coordenadora de Mesa: Elizeth Lúcia de Araújo - Secretária de Saúde de Cuiabá e Presidente do CMS de Cuiabá.

09:30 h - Leitura e Aprovação do Regimento da 1ª Conferência Municipal de Vigilância em Saúde de Cuiabá.

Coordenador de Mesa: Esp. Julio Cesar de Souza Garcia – Vice – Presidente do CMS – Cuiabá/MT.

Benedito Oscar Fernandes de Campos – Diretor de Vigilância em Saúde/CEREST/SMS

Rosane Auxiliadora Marques Fontes Meciano – Coordenação CEREST Regional-SMS-Cuiabá

Relatora Geral: Soraia Pinto Tamberi Rodrigues Maciel – Conselheira Municipal de Saúde de Cuiabá                   

10:00 h – Conferência Magna: “Vigilância em Saúde: Direito, Conquistas e Defesa de um SUS Público de Qualidade"

Conferencista: Francisco Wagner Lopes Simplício – Assessor da SES-MT

Coordenadora de Mesa: Moema Couto Silva Blatt, - Diretoria de Vigilancia em Saúde

10:30 h – Início dos Trabalhos em Grupo

12:30 h – Almoço

13:30 h – Continuação dos Trabalhos em Grupo

15:30 h – Plenária Final

17:30 h – Eleição de Delegados para a 1ª Conferência Estadual de Vigilância em Saúde

18:00 h - Encerramento

Serviço

Data: 31/08/2017

Hora:  08:00 às 17:00 horas

Local: Auditório da Escola de Saúde Pública de Mato Grosso, Avenida Adauto Botelho, 552, bairro Coophema

 

Fonte: Prefeitura de Cuiabá

Publicado em Noticias

 A união de movimentos sociais, populares e sindicais de todo o país marcou a abertura do Seminário Preparatório para a 1ª Conferência Nacional de Vigilância em Saúde (CNVS), promovido pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS). O evento reuniu nesta terça-feira, 18, em São Paulo, mais de oitenta organizações em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS).  

 O objetivo é unificar forças para enfrentar os retrocessos sociais e perdas de direitos que ocorrem na atual conjuntura nacional, e defender a democracia e o direito à saúde pública, universal, integral e gratuita para todo o povo brasileiro.

“Isso é um marco na defesa e proteção social do nosso país. Buscamos construir juntos ações pelo cumprimento do que contratamos na Constituição Federal, que permitam que todas as pessoas possam viver mais e melhor, na mais ampla diversidade que temos em nosso território nacional”, avalia o presidente do CNS, Ronald dos Santos.

O seminário reuniu representantes da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Agricultura (CONTAG), da Articulação dos Povos Indígenas da Região Sul (ARPINSUL), da Confederação Nacional das Associações de Moradores (CONAM), do Movimento de População de Rua (POPRua), Confederação Nacional dos Bispos Brasileiros (CNBB), de conselheiros nacionais de saúde, representantes de secretarias municipais e estaduais de saúde, de todas as centrais sindicais brasileiras, entre outros. Além da defesa do SUS, ele tem entre os objetivos discutir diretrizes para a construção de uma Política Nacional de Vigilância em Saúde.

“Não se faz vigilância em saúde, igualitária, sem combater o racismo. É preciso olhar para a situação de vulnerabilidade que sofre a população negra em nosso país. Que esse seminário seja o pontapé para que muitas mudanças aconteçam”, avalia a secretária geral da União de Negros pela Igualdade (UNEGRO), Cláudia Menezes Vitalino.

“Sabemos que o processo em curso é um desmonte, mas estamos na rua e vamos construir a unidade em defesa do Estado brasileiro, para dizer que direito não se retira, se amplia”, afirma a representante da CUT, Fátima Veloso. “Esse é um momento muito importante, vamos batalhar pelo SUS e construir uma ótima conferência, que é um dos espaços mais importantes para a população e o controle social”, completa a representante da CTB Elgiane Lago.

A 1ª Conferência Nacional de Vigilância em Saúde será realizada em Brasília, de 21 a 24 de novembro e deverá reunir aproximadamente 2 mil pessoas. Ela tem como eixo central “Vigilância em Saúde: Direitos, Conquistas e Defesa de um SUS Público e de Qualidade”

“Este é um momento que a história nos mostra que a unidade deve ser colocada em primeiro lugar”, avalia o coordenador adjunto da 1ª CNVS, Fernando Zasso Pigatto. “A nossa conferência está sendo construída de forma coletiva e a participação de todos é fundamental para que ela aconteça”, completa.

Ascom CNS

Publicado em Noticias

O plenário do Conselho Nacional de Saúde (CNS) aprovou nesta sexta-feira (9) o documento orientador para a 1ª Conferência Nacional de Vigilância em Saúde. O documento foi elaborado com um eixo principal e quatro subeixos temáticos, considerando as deliberações da 15ª Conferência Nacional de Saúde e do Plano Nacional de Saúde.

Ele traz um panorama sobre a vigilância em saúde nos últimos anos e apresenta uma análise da atual conjuntura brasileira e como isso pode impactar na saúde da população. Após diagramado, o documento estará disponível no site do CNS.

Ele tem como eixo principal A Política Nacional de Vigilância em Saúde e o Fortalecimento do SUS como Direito à Proteção e Promoção da Saúde do Povo Brasileiro. Os subeixos são: O Lugar da Vigilância em Saúde no SUS; Responsabilidades do Estado e dos Governos com a Vigilância em Saúde; Saberes, Práticas, Processos de Trabalhos e Tecnologias na Vigilância em Saúde; Vigilância em Saúde Participativa e Democrática para Enfrentamento das Iniquidades em Saúde.

“Esse documento é absolutamente genuíno, não temos nem na academia uma análise feita com esse escopo de preocupação. Sem dúvida vai trazer uma contribuição para o SUS muito grande”, avalia o conselheiro nacional e integrante da Comissão de Formulação e Relatoria da 1ª CNVS, Guilherme Franco Netto.

A 1ª CNVS será realizada pelo Conselho Nacional de Saúde de 21 a 24 de novembro, em Brasília. As etapas municipais e macrorregionais serão de 22 de junho a 31 de agosto e as etapas estaduais de 1º de setembro a 21 de outubro. Ela está sendo conduzida pelas comissões Organizadora e Comitê Executivo, Formulação e Relatoria, Mobilização e Comunicação. 

“Estamos muito otimistas quanto à realização dessa conferência, estamos fazendo um amplo processo de mobilização e debate com a sociedade. Todos tem um papel muito importante nesta construção coletiva”, afirma o coordenador adjunto da 1CNVS Fernando Pigatto.

Ascom CNS

Publicado em Noticias